sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

There's something about winter sundowns



Sol é sol, seja qual fôr a estação do ano... mas por estes dias, graças ao belo do solestício de Inverno ele parece brilhar ainda mais. Tive pena de não conseguir tirar nenhuma fotografia de jeito (obrigado bb), enquanto "almoçava" esta tarde, junto a uma das janelas do Capricciosa... um quadro brutal: um marzorro salpicado de pranchas, as ondas pareciam organizadas ao centímetro antes de rebentarem na praia, um céu inexplicável... e o  meu Sol!
Sou uma pessoa do Verão, integralmente... capaz de ficar horas ao sol. Acho mesmo que sou capaz de realizar fotossíntese e funciono á base de energias renováveis... a falta de luz e calor do sol acaba com a minha raça!


Hoje, penúltimo dia do ano... sexta-feira... dia de finais... 
4 jantares agendados... 4 jantares cancelados... e á última da hora, como de resto já é habitual, 1 jantar improvisado...
-Elementos sedentaristas da brigada dos alapados ao sofá, mas que acham que são libertinos e não querem ficar em casa aka. convidados...Check!
-Casa com cozinha; mesa e cadeiras... Check!
-Massa; condimentos; vinho e chocolates... Check!
-Ventilador e Itunes... Check!


Perfeito, e agora juana ruma á cozinha... tão inédito como perigoso! Vamos ver se amanhã conseguimos chegar a passar de ano sem ter de recorrer ás urgências para lavagens gástricas antes...(pelo menos provocadas pelos meus reconhecidos dotes culinários...).


ps: Prometo não tentar fazer Jamie Oliver's Brownies.
psII: A banda sonora não tem nada a ver com o texto mas também nunca ninguém disse que teria.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

"A true lady should know how to get hurt"... 911, lady who?!



Qual é a semelhança entre um estomâgo e um coração? ... São orgãos essênciais... cavitários... constituídos por músculo... e sim, DOEM! [Para quem como eu, um dia foi levado a pensar que a "dor de coração" é psicológica, desengane-se! E mais, fique sabendo que a "Dor" (sendo definida como: uma sensação desagradável, que varia desde leve desconforto a excruciante, associada a uma alteração inflamatória/destrutiva dos tecidos vivos, inervados por terminações nervosas capazes de transportar a informação aos respectivos ramos nervosos, os mesmos que a fazem chegar ao SNC, onde se desencadeia a percepção da sensação de dor. ) pode estar associada a qualquer orgão constituinte do organismo, desde que, o mesmo possua terminações nervosas funcionais.]


Utilizo muitas vezes a graçola : "Eu não tenho um coração... tenho dois estomâgos!"... isto por exemplo, na sequência, de conversas em que a minha aparente frieza é referida.* 
Pois veja-se a ironia desta vida... hoje tive a prova por A+B que esta frase acarreta muito mais verdade do que aquela que alguma vez lhe atribuí. 


*Outra ocasião é quando se fala de alguém de paixões fáceis... não são más pessoas, a sério que não... é tudo uma questão de síndrome Disney...




Esta dor de estômago(s) que se apoderou de mim, neste final de noite parece tratar-se de uma aliança secreta e maquiavélica entre ambos os orgãos em questão, com o objectivo de, através da agoniante tortura física possível (dor de estomâgo, estomâgo), fazer-me arrepender de todas as vezes que mandei para o ar a tal graçola, evocando com pouca seriedade, e talvez algum desrespeito, os nomes destes dois importantes orgãos... 


Não deixa de ser engraçado, que ""depois de algum tempo sem lhes dar-mos quaquer tipo de importância e a, por hábito, não nos lembrar-mos sequer, que os temos (coração e estomâgo), surja uma (feliz) ocasião especial em que nos aventuramos a gabarmo-nos de nunca ter-mos dado por eles (já que nunca nos deram problemas), e no momento a seguir, quase que só para contrastar e tornar-nos infelizes, somos presenteados com uma crise repentina, do género tornado, daquelas que, embora toda a gente á nossa volta a consiga associar a uma causa natural perfeitamente plausível e científicamente provada, a nós que acreditamos nas fadas... nunca nos convencerá!""


Plano de salvação?!  
1-Deixar vir ao pensamento todos aqueles clichés impulsionadores de ego, que debitamos como se fossem dogmas cada vez que alguém próximo está mal, mas que quando é conosco só pensamos: "Quem terá sido a aventesma ignóbil que escreveu isto?"
2-Chá, torradas e escrever, escrEVER, ESCREVER!
3- Last but never least... AMIGAS! Aquelas que, a qualquer momento e sem hesitar, tentam meter-se na nossa pele nas situações mais dificeis, tudo para nos ajudar  a ultrapassar aqueles maus momentos. Aquelas que sabem quem são cada vez que falamos nelas, porque afinal de contas, ESTÃO SEMPRE LÁ!  Obrigado <3



quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

A magia das mensagens por Patrick Hughes


Podem ser em papel, postal, sms, e-mail ou até chat... Têm sido cúmplices intemporais e inegáveis de qualquer relação. Capazes de atenuar as palavras difíceis que parecemos não conseguir dizer e realçar as que queremos gritar ao mundo em plenos pulmões, a escrita não só nos facilita a vida de todos os dias como a caracteriza, a cada texto que escrevemos. Existe uma mística especial na comunicação silênciosa, disso não tenho dúvida.

*ps. Há por aí uma bicha princesa que só me mostra pérolas destas! (Demorou mas encontrei...) Dá nervos de bom!<3 Obrigado Ticha

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Post-it chaos!

Já faço isto á algum tempo... pensei que seria uma maneira de poupar um pouco a memória, e ao mesmo tempo aproveitar os rasgos de inspiração que aparecem sem avisar, e passado 10-15min já vão longe.
Palavras, frases, textos, conceitos, ideias, e até humor... tudo o que me passa pela cabeça e acho que vale a pena memorizar... escrevo, em post-its,  no telemóvel, em talões ou guardanapos e por vezes até nas mãos (as cruzinhas a caneta na base do dedo pulgar são um complemento frequente que utilizo no dia-a-dia ).
Alguns destes acessos de criatividade encontram um final feliz, outros não, e ainda há os outros... que até hoje esperam... em post-its!


Por vezes tenho de fazer verdadeiras operações de "resgate" pois além de no meio de tanto papelucho já não encontrar nada daquilo que, embora saiba que pensei, não me lembro exactamente onde guardei ou sequer se passou de ideia para o papel, não é nada saudável viver sem poder meter uma mão no bolso/mala e não virem 3 ou 4 papeis agarrados.
O método do brainstorming é o meu preferido, presencio alguma coisa, fico a pensar sobre ela... surgem-me imensas opiniões... anoto os termos chave que no momento me ocorrem, sei exactamente como interligá-los de forma a construir algo com "cabeça; tronco e membros"  (dahh claro que sei... fui eu que os escolhi!), nesse momento tudo faz pleno sentido... mas, e passado um mês ou mais, quando não me lembro sequer qual era o objecto de tais observações?! Litio não é? Muito! Prozac, talvez até, quem sabe!


Por vezes durante as tais tentativas de "resgate" encontro verdadeiras "pérolas" e dou por mim a deitá-las fora, com "vergonha" dos tamanhos impropérios que eu própria, um dia escrevi.


Mas a parte gira é aptecer me escrever sobre um tal tema e encontrar no meio de tanto rascunho "just it"... aquele grupinho de palavras que parecem ter sido criadas para descrever exactamente o que tenciono exprimir, é uma sensação de realização brutal.
 Se exste coisa que me deixa atrapalhada é querer exprimir me e não saber como...  quando as palavras ficam aquém ou chegam até a faltar... para mim é como um atestado de incompetência a mim própria, enerva -me mesmo!
Portanto fica aqui o conselho sobre o que nunca pode faltar... POST-ITS! São bons para a cabeça!



ps: Post-its e afins... qualquer talãozeco do MB ou guardanapo de cafe serve, portanto acho que afinal o que não pode faltar mesmo é um lápis/caneta.

domingo, 25 de dezembro de 2011

Palavras para quê... Coca Cola Sempre!

Há uma série de razões para a Coca-Cola ser considerada a marca mais influente do mundo,
"Razões para acreditar num mundo melhor" é apenas mais uma... Para mim, o melhor anúncio de sempre, desde o "How long is a Swatch minute?" ... Lindo, inspirador, LEVE!
Não me canso de ver e revêr...Enjoy!

sábado, 24 de dezembro de 2011

Thank You ... "Mr&Mrs Santa Claus"!


* e ás Pipocas da Bazaar Chiado, que  fizeram o impossível e em 2 dias fizeram reaparecer umas botas esgotadas.:)                                                       



 
                                                           


terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Homens e compras... uma relação impossivel !

É cada vez mais habitual ouvirmos comentar entre conversas de amigas, que existem certas características nos homens que nos atraem cada vez mais, a preocupação com a imagem; jeito para a cozinha e ... gostarem de ir ás compras! Ok já não digo gostarem de passar duas horas enfiados na mesma loja e levar as peças á vez para o provador, para as experimentarem várias vezes... mas talvez não fosse mau terem a CAPACIDADE de, pelo menos, irem procurar e comprarem algo NOVO que lhes agrade (Por algo novo entenda-se, não irem só á loja "buscar" um par de calças igualzinho ao que usaram a vida toda).
É a mais pura das verdades... é raro, muito raro conhecer uma homem que faça uma compra (sem ser cigarros; yogurts ou um gadjet qualquer) com eficácia e gosto.

Hoje tive mais uma prova disso mesmo:
Para rematar (pensava eu) as minhas compras de Natal, rumei ao Chiado com o meu irmão, que também precisava comprar umas coisas. Depois de visitar-mos 2/3 das lojas masculinas mais relevantes da zona, e depois de eu ter dito bem de pelo menos 300 peças de vestuário masculino, começo a reparar que a pessoa não trazia nem um simples triste saquito... COMO É POSSIVEL?!
Não só não encontrou nada que o agradasse como não comprou um único presente de Natal! 
Ao fim da tarde ainda parámos no shopping perto de casa para procurarmos o que faltava... ele começava a ficar chato e embirrento: "Ah e tal, porque passei a tarde toda nisto e não encontro nada!" ... PÁ MEU AMIGO...É MAIS QUE ÓBVIO QUE ASSIM NÃO ENCONTRAS NADA! 
O processo é sempre o mesmo: entra na loja, pára, fica a olhar em volta como se tivesse entrado na capela cistina, depois aproxima-se de um expositor... mas não toca em nada! E quando toca, parece que está sempre a medo que, subitamente a peça de roupa o ataque.
Tive de lhe responder: "Claro que não encontras nada...tu não procuras! Entras na loja como se fizesses parte da auditoria da empresa de construção... tens de olhar bem, mexer e experimentar as roupas... elas não trazem um cartãozinho a dizer: suitable for A,B ou C! Grrrrr... que nervios!!!"

Homens desta vida... saber safar-se nas compras não só promove o vosso bom aspecto e facilita as relações com outras pessoas (é simpático saber oferecer presentes que a malta gosta), como também, ao contrário do que possam pensar, é extremamente sexy e um atractivo e pêras para qualquer mulher.





segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Girls shopping therapy afternoon

Já passava do meio dia quando cheguei ao ponto de encontro combinado para apanhar a minha parceira de batalha... horas e esta pessoa que sou eu, são dois conceitos imiscíveis e até algo antagónicos... 
(Note to self: Fashionably late NÃO É sair de casa a correr, sem tempo sequer para passar um gloss... É chegar a horas, e então atrasar -me a passar o gloss.)
O objectivo era chegar ao "mamarracho" comercial a tempo de almoçar com calma; pôr a conversa em dia  (tarefa utópica); e então dedicarmo-nos de corpo e alma á verdadeira guerra: passar a pente fino os campos de batalha mais complexos : PrIMark (thanks Ticha), Kiko, New Yorker... (esta ultima teve de ficar para uma próxima vez, já que 7 horas simplesmente não são suficientes para travar esta guerra ).


Depois de um almoço de conteúdo alimentar e temático no minímo... bem condimentado! Emaranhámos Primark a dentro sem saber bem por onde começar... tantas cores; texturas; padrões; cortes e formas a ter em conta... já para não falar nas milhentas possibilidades de combinação, não só das peças que temos á disposição na loja, mas sem esquecer o que temos já em casa... Concentração, paciência e imaginação são fundamentais!
Nos provadores, como no dia-a-dia, confirmam-se paixões e surgem desilusões... O excesso de peças faz com que tenhamos de deixar a maior parte á porta á espera que chegue a sua vez. Fazemos a primeira seriação dos "kits" que inicialmente nos cativaram... e se não assentam bem, é certamente por terem defeito de fabrico. 


Passadas umas boas horas, e porque, segundo a minha companheira de guerra Patricia, aqui não há jovens burguesas, chega a parte crítica desta batalha travada na primemark... EDITING IS CRUCIAL!!!
Suposta utilização futura; parença com outros items já residentes no nosso closet; e obviamente preço, entram em linha de conta... Esta é a prova de fogo...a parte mais dificil de todo o processo...UMA VERDADEIRA INJUSTIÇA para com estas duas almas que se dedicaram a seleccionar  3...vá 4 ou 9 coisitas de entre milhares e milhares que nos complicavam a missão.


Depois da chapada... cof cof ESPANCAMENTO que foi, passarmos pela caixa de pagamento, decidimos dar ainda uma espreitadela á Kiko, loja M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A com maquilhagem fantástica a preços inacreditáveis.
2 gloss, 2 glitter puff, 1 eyeliner e 1 batôn mais tarde, a Patricia conseguiu fazer a proeza de literalmente ARRANCAR-ME da loja... Tenho quase a certeza que se não desenrosquei todas as tampas que havia na loja, ficou lá perto...
O grande problema desta loja é que, embora tenham á disposição desmaquilhante e algodão com fartura para a malta limpar as obras de arte que vai fazendo na cara; mãos e braços... o ideal seria ter á nossa disposição mais duas ou três pessoas de carinha lavada para conseguirmos perceber realmente quais são as características e potencialidades dos produtos :P.


Foi uma verdadeira christmas shopping afternoon de dondocas enfiadas num shopping: extenuante e ao mesmo tempo revigorante... estranho não é?
Prevejo que agora se seguem umas boas semaninhas de trabalho para restablecer o equilibrio económico destas duas carteiras...




domingo, 18 de dezembro de 2011

Acessos de mau feitio

Apartir de uma certa hora (especialmente quando tenho trabalhos chatos) a minha força anímica esgota-se, e quando tal sucede não há nada a fazer a não ser... fugir! ...Fujam, fujam todos! ...Até eu ás vezes tenho vontade de fugir também!
Sobretudo quando em pandam com o esgotamento da tal força anímica estão presentes: uma excruciante dor de pés (talvez por ter os calcanhares 10cm mais altos que as plantas dos pés, á mais de 9... sim nove! horas), o tédio (passar a tarde a sorrir para quem passa e a dizer boa tarde, ninguém diria mas pode ser incrivelmente chato! ;p), uma dor de cabeça latejante (obrigado ao Dj João e aos seus "ratos encarcerados dentro das colunas" por finalmente darem uma cara á banda sonora dos meus piores pesadelos), e por último, a dor de alma de presenciar alguns tesourinhos supra,hiper,mega,bué deprimentes:
-Elas chegaram altamente aperaltadas... assim como se se tratasse dum casamento cigano (salvo seja porque ainda acredito que há casamentos ciganos e casamentos ciganos...), e saíram prontas para as filmagens de algum "jungle movie" tipo Tarzan e Jane versão especial. 
-Os "Tarzans", escusado será dizer que de Tarzan só receberam a abundante penugem e a semelhança ao trato com homens das cavernas... Sempre um regalo para a vista!
-Em conjunto, este bando de espécimes fazia uma barulheira ensurdecedora e para colmatar ainda se punham a bater com a colherzinha no copinho, como quem diz: "Opá tou aqui, olhem para mim que hoje trago o casaco que cheira a mofo de tar no baú e deixei o marido/mulher em casa para poder meter-me com o/a colega bonzão/boazona!"

Uma última referência, mas esta de mérito, á minha colega de jornada, a Maria. Antes deste insólito dia de trabalho, não a conhecia, e gostei muito de a ter conhecido. Fácilmente confundível com uma daquelas meninas de desenho animado antigo/anúncio dos Kellog's originais, a Maria é muito doce e divertida, com um toque de infantibilidade que lhe confere aquele je ne sais quois de Meg Ryan.
Infelizmente nem toda a boa disposição e humor non-sense da Maria foram suficientes para exorcizar o meu mau feitio que continuou encrençado e a crescer... tudo isto se passa quando são 22:00 e faltam ainda mais 120min de "violentação" psicológica. 


Quando o mau feitio se instala existe pouco ou mesmo nada a fazer para me fazer voltar a ser "uma pessoa normal". Tudo me mexe com os nervos, e ninguém me parece digno de escapar á minha necessidade aguçada de critica maldosa... isto se nos referirmos a pessoas sóbrias, agora... quando se fala de agrupamentos de malta ébria...vá bebados... não mesmo totally wasted e a fazer figuras inimagináveis... Aí é mesmo caso para dizer: "Ainda bem que não penso em voz alta"!


*Detalhe de máxima influência:  a minha querida franja resolveu revoltar-se contra o facto de eu a ter exposto a niveis de humidade superiores aos aceitáveis (andei a chuva), e transformou-se numa interpretação ao vivo e a cores do meu estado de espírito > MUITO MEDO!


Se me apanho no carro a caminho de Lx nem acredito... isto unicamente por estar preocupada com a remota hipótese de os remanescentes da minha outrora massa encefálica, estarem a definhar  por excesso de nervos...


"Oh maltinha gira e ALCOOLIZADAMENTE GROGUE PARA LÁ DE BAGDAD, e que tal irem todos representar esses papelitos de miséria para suas casas, frente aos respectivos conjuges e crias ? Cá para  mim era uma atitude de valor incalculável..."



terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Bribe me please!



Quando eu era pequenina raramente estava triste por mais de 10min... isto porque quando somos crianças  e estamos tristes, aparece sempre alguém com um excelente "back up plan" capaz de nos convencer a trocar as lágrimas por um sorriso, mesmo que, á base de um pequeno suborno! :)
Era tão bom que fosse sempre assim... que quando algo corre menos bem ou perdemos alguma coisa de que gostamos, aparecesse alguém que, com simples palavras ou um presentinho, fosse capaz de nos fazer esquecer o que nos deixou tristes e viver a felicidade momentânea das pequenas coisas sem reservas.



segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Making life smooth...

Tem sido a minha companhia durante os meus percursos de carro nas ultimas semanas... desde então  a estação de rádio Smooth ainda não me conseguiu desiludir, e o rádio do meu carro nunca mais tocou outra coisa. Música Jazz/Blues, a maior parte bem conhecida, e á qual é impossível ficar indiferente... Sobretudo nesta época natalícia em que não nos saem da cabeça todas aquelas clássicas melodias de natal, que por mais que passem pela boca de diversos artistas serão sempre intemporais e indespensáveis á magia do Natal.


quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O quentinho de casa ou o fresco da noite?

A noite não está fresca... está mesmo FRIA, mas ao mentalizar-me que está apenas fresca aumento as hipóteses de me conseguirem arrancar de casa... 
Por um lado aptece-me... por outro nem por isso!
 Não estou para levar carro... mas odeio a ideia de ter de ficar na rua até os restantes quererem voltar para casa. GRRRRRR ! Vou lançar a moeda...

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Paris, je t'aime !

Nunca vi este filme... á pouco "cruzei-me" com um excerto e, segundo o meu pc, daqui a mais ou menos 10min já o vou poder ver! (quero quero quero tanto!!!) 
Cheira-me que este vai ser dos meus top! :)
Mas vou deixa-lo para amanhã, que hoje foi a vez do Elizabeth the Virgin Queen, e já é "um bocado" tarde (temos de tentar manter alguma ordem na vidinha da pessoa... )...


Num clip de poucos minutos acho que encontrei uma das frases da minha vida (ou pode ser que seja só da hora avançada...):


"How could you ever be happy with a man who insists on treating you as though you were a perfectly normal human being?!"   by Oscar Wilde


Vibrei, é a minha cara!!!

Os ENORMES gatos...

Supera-me, não sei onde é que estes 4 rapazinhos vão buscar tanta imaginação para fazer coisas tão... PARVAS que conseguem provocar interrogação; espanto; vergonha por 3ºs; riso até doer a barriga e por fim ainda deixar cravadas na cabeça das vítimas que assistem ás suas performances, as musiquinhas tontas que acabamos sempre a trautear... isto porque que temos vergonha de cantar as letras.
Seja como for, e independentemente do método que utilizam para chegar ao público, o facto é que CHEGAM MESMO! Toda a gente fala deles...


Neste ultimo trabalho chegam mais longe e, segundo a minha distorcida interpretação, parecem ter como alvo, as marcas "concorrentes" Optimus, Vodafone e Tmn, cujos anúncios da época natalícia se focalizam nos conceitos de proximidade e participação de todos... OU SEJA (desculpem o termo) uma mixórdia bem animada de gente e adereços que acaba por deixar qualquer pessoa bem disposta... pelo menos nas 1ªs 3 vezes que assistem aos anúncios. =0


Deixo-vos com a "Pièce de résistance" dos nossos queridos Gatos Fedorentos powered by MEO.


segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Movie night #2

Já que estamos numa de vícios, e desde o meu primeiro post, nunca mais fiz referência a nenhum bom filme... 
Ontem fui novamente ao cinema, desta vez fui ver o Anonymous  de  Roland Emmerich.
Nunca esperei gostar tanto... excedeu largamente todas as minhas expectativas! Sou uma fanática por grandes épicos históricos; viciada em qualquer coisinha que meta cavaleiros; castelos; bruxas; reinados; princesas e guarda roupa da época ...


Alegriaaa, a surpresa começou logo no início do filme... adoro quando isto acontece! 
Ás vezes quando entro mais cedo na sala de cinema, ponho me a imaginar como irá começar o filme... a verdade é que me irritam bastante aqueles filmes que só pelo trailer conseguimos á priori, montar toda a sequência de acontecimentos e perceber logo a dinâmica toda do enredo... para mim, isto significa perder logo metade, se não toda, a mistica de ver um filme pela 1ª vez...
 Acaba-se logo o entusiasmo inicial! 
Sim, porque há filmes que embora tenham argumentos assim muito básicos e fáceis de prever, vale a pena serem vistos á mesma por outras tantas razões...
Mas um filme que me surpreenda do ínicio ao fim, é algo diferente... e sem dúvida, um autêntico privilégio.
Assim aconteceu com Anonymous, começou com pontuação 10 e acabou com 100... e ainda umas quantas lágrimazinhas para confirmar a emoção do final algo dramático deste thriller, mas positivo para todos nós, pessoas que conseguimos completar a tão célebre frase: "Ser ou não ser... " 






quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Starbuckholics......

            

Simmm..... eu sei que quando arranjo algum novo vício sou muito chatinha e repetitiva, mas a verdade é que também tenho poucos, e os que tenho além de serem deliciosos, não chateiam ninguém... (só os desgraçados que diariamente arrasto comigo para me fazerem companhia, sempre que faço peregrinação ao Starbucks. )

Pois é, ultimamente não passo sem fazer uma visita quase diária ao Starbucks, não só para me deliciar com as novas receitas da época, Peppermint Mocha ou Toffe Nut Mocha acompanhados por um (Diet) Blueberry Muffin fofo e quentinho, mas também para "respirar" um pouco do espírito natalício único que por lá se vive.

Talvez seja por estar sugestionada pelos filmes exibidos por estas alturas do Natal, já que quase todos eles incluem referências á marca... ou talvez pela imensa combinação de decorações natalícias amorosas em todas as estantes/canecas/sacos de café que lá se vendem, com o clássico cd de música jazz natalício que está sempre a tocar...  A propósito... o cd também se vende! ;p

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Mudar ou não mudar....

Estou com um problema...GRAVÍSSIMO!...Uma daquelas aterradoras necessidades de ir ao cabeleireiro fazer....QUALQUER COISA! Admito...não sei o que quero, nem se quero,  se calhar estou entediada... 
Acho que se assemelha a uma urgente necessidade de mudar alguma coisa só porque está ...normal?! 
Pintar não...é mais para o corte...MEDO! A ultima vez correu TÃO mal...que não me quero lembrar!!!
Seja como for, e como já é próprio da minha pessoa, atribuo -me mais ou menos 30min para decidir e assumir a decisão senão vou ás compras.


terça-feira, 29 de novembro de 2011

Piquenezas irritantes

 Aquelas pequenas coisinhas facilmente evitáveis mas enervantes, que embora no momento já estivéssemos mesmo a prever que iriam acontecer...acabam por acontecer mesmo! 


Alguns exemplos:

  - Estar a acabar de lavar o chão, quando vamos espremer a esfregona pela última vez, e desta vez com mais força, para não molhar mais o chão....3,2,1: virar o balde e entornar a água suja toda.

-Levar os brincos para a frente do espelho e quando os vamos pôr, deixar cair a parte de trás (ou da frente... pior ainda!) ...no ralo do lavatório.

-Estar esfaimada, pôr uma pizza no forno e sentar-me à frente da televisão quase não sobrevivendo à fome... quando me lembro, a pizza está esturriscada.

-Acabar de vestir uma peça de roupa de cor clara e reparar que metade da maquilhagem ficou lá decalcada.

-Não chove o dia todo, nos 30seg que demoro a ir da porta de casa até ao carro, cai um dilúvio.

Por último, mas nem por isso menos irritante...  Aconteceu-me à pouco e desencadeou este desabafo:

-Abrir um armário e cair a caixa dos palitos... centenas de pauzinhos afiados, espalhados pelo chão em todas as direcções que demoram um tempão a arrumar!



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Luxuosamente...a anhar.

Estado actual... Reclinada na cama de um qualquer hotel algo palace, no meio de Leiria... 
O lcd com aqueles 300 canais dos que se aproveita aquele que, durante as 24h, passa os mesmos filmes em loop. Assim como a convidativa banheira-piscina, com janela para o dito lcd, quase me fizeram ponderar se devo continuar a assistir à dissecação do crocodilo australiano no Nat Geo Channel, ou avançar para a tentativa de criar escamas, num daqueles banhos de imersão até a agua ficar fria.

Sendo eu esta assumida adita a romances impossíveis, passou-me claro, pela cabeça, o que poderia ser a combinação mais que perfeita: banheira+pc... NÃO!..eu prometo tentar voltar a Lisboa!

Porquê Leiria? Outro dos trabalhinhos fantásticos e bem remunerados que, nos dias que correm, não cessam de fazer sombra à projecção, antes não tão abstracta como agora, do que gosto de acreditar, poder vir a ser um dia, o meu futuro profissional.

Para quem tiver alguns miligramas de paciência, estas secas podem valer bem a pena. Mas como em tudo... Olá excepções! 
Também os há bastante chatos: o que parecem ser séculos, em cima de saltos/(pregos?!)... gigantes, seres vivos/(aventesmas?!)... entediantes, e aquela ocasião que insiste em entretanto surgir, arruinando por completo o equilíbrio da equação mental: sacrifício=benefício...

Não sendo este o caso, DE TODO!
Saída por volta das 14h de Lisboa... viagem ligeira até Leiria, porções de conversação agradável... chegada ao hotel, briefing em modo fast e... "Bem Maria, agora podes ir à tua vida!"... foram necessários 4min quase inteiros para mergulhar de cabeça naquela sesta épica!

Isto do descanso remunerado tem bastante que se lhe diga....
Ps. prometo que nos dois dias que se seguiram até trabalhei .



quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Para a minha amiga Margarida John Purple Flowers Martins

Era uma vez...uma Escola Secundária! Estava situada numa zona impecável....mas com uma vizinhança levemente suspeita... 
Numa bela tarde de Setembro dentro duma sala de aula, um par de olhos (não, poracaso eram 2 pares...) tentavam identificar de entre toda a biodiversidade ali representada, alguém, já nem digo com quem se conseguissem identificar, mas alguém que parecesse pelo menos, pertencer á mesma subespécie...
Apresento-vos, a Tia Margarida e a Meggy:


No momento que relato, aos olhos da Tia Margarida, a única solução parecia ser mudar a Meggy de liceu pois, perante aquele quadrinho malévolo, a Tia Margarida preferia ter de assegurar o transporte diário da filha querida para uma instituição, bem mais longe de casa mas garantir, que a sua menina não seria "atacada por criaturas" e estaria, em relativa segurança.
A Meggy, por sua vez, já tinha topado, no entanto, uma luz ao fundo do túnel...ali no meio da animália toda... subitamente, entra uma entidade que, embora parecesse oriunda do filme "Massacre no Texas" (tendo em conta que envergava uma t-shirt com macacão de ganga, botas de campo e estava pejada de sangue dos pés à cabeça), lhe pareceu ser, minimamente semelhante à sua própria pessoa, o suficiente, pelo menos, para vir compreender a sua linguagem de coelha. 


Nos dias, meses e anos seguintes a Meggy tornou-se inseparável da sua estranha nova companhia e, com a transição dos anos lectivos, novas companhias se foram juntando a este pandam lagomorfo...de salientar a Princesa Marta Coelha que embora oriunda de um  selvático reino vizinho, acabou por vir parar à mesma instituição de ensino.
Entretanto apareceram o Alex e o Fifi...NAOOOOOOOOOOO! Brincadeirinha, esta não é essa história .... mas que lanchámos muitas Parras quadradas....lanchámos!

Depois do liceu veio a faculdade... e as incursões internacionais da Meggy que, num acesso de sede pelo desconhecido decidiu embarcar num avião para Londres onde foi recebida por uma amorosa família judaica que sugeriu adoptá-la, e que perante a não aceitação do pedido por parte da Meggy, optou por tentar raptá-la, com o intuito de fazer dela a eterna babysitter da família....

Finalmente de volta, a nossa amiga Meggy decide embarcar em outro dos seus fantásticos devaneios turísticos...cof cof...HUMANITÁRIOS desculpem! E EMBALADA DE VONTADE segue rumo à Guiné-Bissau, onde foi picada por um mosquito gigante que lhe transmitiu uma doença perigosíssima da qual ainda hoje é portadora. 
Pois é, a doença que afectou a nossa querida Meggy obrigou-a a mudar-se de armas e bagagens para a Guiné e graças a isso a verdade é que não tenho dado à minha bichinha todo o carinho e atenção devidos...MAS, tenho a dizer em minha defesa que, alheia ás actuais tarifas de telecomunicações que se praticam por lá, mandei lhe muitos bbms na esperança que os recebesse e me respondesse.

DESCULPA COELHA!!!Eu sei que achas que sou uma bestinha de coração de pedra mas sim, tenho saudades tuas e das tuas dissertações sobre : "Achas mesmo que vais usar/fazer/dizer/pensar/vestir isso?! Já não tens 16 anos!", "Importas-te de gastar algum dinheiro a fazer uma viagem para algum lado que não seja com cavalos e cães? Que pobreza!", ou "Podem-se despachar?! Mais um bocadinho e já não vou!"...

Sim, FAZES-NOS MUITA FALTA e como tal decidi comprar-te um presente...estará aqui á tua espera quando voltares...ou se não voltares ficam para presente de madrinha quando eu aí for passar uma "lua-de-mel" com o teu irmão. ;)

*Espero que te lembres delas, o Alex lembra-se de certeza....




domingo, 20 de novembro de 2011

Relatos aleatórios de um sábado na cidade.

Este é o Villi. O villi é, como disse a minha amiga Patricia, um gato muito fashion. Isto porque o Villi para além de levar um vida de lord numa zona muito "in" da cidade, e ter como spot favorito de descanso, o closet da sua dona (não, não se trata dum gato que dormita em armários...é um felino grãfino que adoptou como reino, a mais glamurosa divisão da casa ... pois é, este bichinho é possuidor de um gosto refinado!). Tem também um espectacular casaco de pêlo preto com uns enormes bigodes BRANCOS.

Mais do que um felino fashionista, o Villi é um Sr Gato altamente polite, pelo qual ninguém dá conta. O bichinho vivia satisfeito com a sua vidinha zen até aparecer a "Chuva" uma piquena gatita engraçada e amorosa, resgatada pela dona do Villi (e para seu grande desespero), como o seu próprio nome indica, num dia chuvoso.
O Villi como cavalheiro que é, não trata mal a Chuva, mas no fundo não aprecia muito a sua intrusão lá em casa.
A estonteada da miuda além de gostar de se enfiar na banheira e tomar duche com as pessoas, passa o tempo a fazer arranques e escaladas pela casa fora, sendo que a sua brincadeira favorita é observar o Villi do alto de armários, e quando ele vai a passar atirar-se em voo picado para cima dos seus respeitosos 15 anos! 

O pobre Villi, está efectivamente a passar um mau bocado...toda esta mudança na sua pacata vida deixou-o à beira duma crise de nervos à antiga! 
Como habitante citadino e moderno que é, nada melhor que recorrer ás maravilhas da química actual... O(A) meu ou minha prezado(a) colega Sr(a).Dr(a). Médico(a) Veterinário(a) assistente do Villi receitou-lhe um anti-depressivo e ainda um difusor de feromonas sintéticas... 
Segundo a dona do Villi, ele parece mais calmo e  até já ganhou algum peso, para além de já não fazer xixi por todo o lado... mas em troca:

(esta é a cara de trip com que o Villi se apresenta, enquanto olha durante horas para o ângulo formado entre a parede e o chão da sala de estar)

Pois é meu caro Villi, quem disse que partilhar a vida com uma fêmea era fácil?

Deixando um pouco de parte as preocupações psicopatológicas do nosso amigo Villi, e para quem como eu, não sabe o que fazer com as suas noites livres de sábado, escrever relatos sobre animais interessantes com um copinho de vinho em boa companhia, no barzinho  em baixo de casa, chamado "Botequim", situado no largo da Graça em Lisboa, é uma excelente opção.

O nosso bar favorito tem um bocadinho pinta de "recanto género France de la France 1880/ Moulin rouge sem gajas/ escritores em busca de inspiração numa ou muitas garrafinhas de absinto, e muitos cigarrinhos", com bastantes livros á disposição (confesso que não consegui folhear nem metade, mas certamente não serão hits recentes, o que os torna extremamente apelativos) e uma musiquinha bem fora, para desenjoar do que normalmente ouvimos em bares. É um sitio diferente do habitual onde se pode escolher de entre uma panóplia de bebidas e ainda algumas tapas e petiscos para enganar a fome, e sim claro este texto foi claramente pago em géneros alimentícios/alcoólicos pela dona dos vários intervenientes: Villi, Botequim e Chuva. 



ps: como não poderia deixar de constar, o belo do chocolatinho spicy com malagueta da "Hussel". 
 Lá está....Vin et Chocolat !



sexta-feira, 18 de novembro de 2011

"Daqui há pouco voçê vai crescer e achar tudo isso ridículo" Caio Fernando Abreu

Até pode ser que sim...um dia, talvez.... mas por enquanto estas compras totalmente estapafúrdias e sem aparente necessidade fascinam-me!

Ontem quando passava pela Claire's do centro comercial Allegro, como sempre, tive de passar a mão pelo pêlo (literalmente) daqueles amorosíssimos gorros felpudos com orelhinhas, que me andam atravessados na gana já desde o ano passado. 
A minha preferência sempre foi para um castanho, com uns pom-pons pendurados de cada lado... fico sempre a namora-lo uns bons minutos.... olho para ele... tiro-o do expositor...  vejo o preço.... volto a olhar, agora de mais longe... até já o tinha experimentado várias vezes. Levo-o até ao espelho e tal... mas ficava sempre na dúvida: "Mas onde é que eu vou usar isto?","Resvala já ligeiramente para a compra 200% supérfula...não me estou a ver sequer...!". Resultado: Um ano de visitas ao bicho sem nunca ganhar coragem para o adoptar!

Mas ontem, esperava-me uma surpresa... O dept. creativo da Claire's trocou-me as voltas com um update fantástico do gorro do ano passado! Muito parecido, a cor é semelhante, as orelhinhas amorosas iguaizinhas, mas em vez de dos dois pom-pons pendurados....TEM UMAS PATITAS! Bem compridas para fazer de cachecol/luva.
 Simmm! VEIO COMIGO, e SIM não há palavras que o descrevam condignamente, e como não consigo muito bem explicar a exacta forma da coisa, aqui vai:


É TÃO FOFOOOO!

Completamente incapacitada de resistir aos encantos da bicheza, rendi-me de imediato á sua adopção, sem mais reflexões.
Vai certamente viver uma longa e muito bem acompanhada vida dentro do armário.





quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Jamie Oliver's 30min brownie...

Esta é a história de um brownie.... um brownie que tinha tudo para ser _O_ brownie, mas devido a um erro de engenharia por parte dos fabricantes da misturadora Electric.co (marca esbranquiçada comercializada nos supermercados Pingo Doce)....acabou por acabar, literalmente pelo cano abaixo.

Esta história começa algures na mente iluminada de quem visualizou e projectou um jantar de grupeta que teve lugar ontem.
 Petit Patapon....detalhes minuciosos postos de parte (...pretendo a cada dia ir aperfeiçoando a minha inexistente capacidade de síntese, lá para 2020 possivelmente consigo resumir um folheto informativo), a sobremesa do jantar foi a contribuição que me calhou produzir. Convencida e motivada desde o primeiro instante, a fazer cair por terra a injusta fama de "cozinheira com dotes limitados" que à minha pessoa foi injustamente alapada, decidi confeccionar uma da minhas especialidades....(e por especialidade entenda-se aqueles pratos que pitada aqui pitada ali, mais ou menos ingrediente acabam por sair sempre bem graças à sua consistência de rafix*)... Sras e Srs: UM DELICIOSO BROWNIE!

Mas não era um brownie qualquer....era um brownie de 30' do Jamie Oliver! (podem vê-lo, ou talvez seja melhor não, na SIC Mulher)
Ora compras feitas...ingredientes alinhados...doses pseudo-medidas...forno pré-aquecido...bora lá!

Tudo corria como o previsto (que, como quem me conhece deve estar a pensar, nunca existiu, obviamente!)... inclusivamente o detalhe totalmente opcional mas, por mim cumprido à risca, das nozes e frutos secos vermelhos decorativos. Quando no momento de tranferir a hmmm sei lá.....a UNGUENTA mezcla do misturador para a fôrma, previamente forrada a papel vegetal com sete, sim SETE e nem mais um, pingos de água, a bela da jeringonça se desacopla toda e não é que o copo do misturador NÃO TEM FUNDO!!!!   COMO É QUE O COPO DUM MISTURADOR NÃO TEM FUNDO???? ISTO É CERTAMENTE NÃO SÓ UMA MANEIRA MUITO RASCA DE POUPAR NO FABRICO DA COISA, COMO TAMBÉM, E SOBRETUDO, UM PERIGO PARA A COMUNIDADE UTILIZADORA DO DITO EQUIPAMENTO!
Sem mais possíveis descrições capazes de fazer justiça ao cenário que ali se montou....partilho uma memória fotográfica:

legenda: o vulcão de chocolate é o misturador já sem o respectivo copo causador de todo o holocausto.

Após tal episódio "cirurgicamente" sincronizado com a chegada dos restantes convidados que SIM, CLAROOOO tinham de entrar pela porta da cozinha, nenhuma outra brilhante ideia ou improviso me surgiu a não ser deitar mãos ao clássico pano amarelo (que neste caso até era verde) e tentar "reapar" todos os 300g de chocolate + 250g de manteiga + 4 ovos xl inteiros + alguns pozes de cacau em pó; farinha; açucar; fermento, uma pitada de sal, e frutos secos, que entretanto ao secar se encrustavam nos interstícios das pedras da bancada, paredes e chão (Vá para dizer a verdade verdadinha, ainda pensei sugerir uma sobremesa mais avant garde, em que cada um pegava na sua colherzinha e a sobremesa seria servida in loco directamente do seu local de "aterragem", mas até a minha falta de noção se recolheu face a tal quadro de degredo).

Pois bem, são momentos de partilha como este, que me fazem supôr que este blog não tenha sido criado em vão... estava já ansiosa para me vir chorar para aqui, é quase como quando somos crianças, fazemos um disparate e o simples facto de chegar a casa o mais rapidamente possível e ser o primeiro dos irmãos a contar à mãe, nos absolvesse de toda e qualquer culpa do sucedido. 

Além de ajudar a mentalizar-me que eu na cozinha estou bem é a comer, é um abre-olhos para a próxima vez que pensar em comprar electrodomésticos baratos...( ainda que pudesse parecer que ia dizer: (...)próxima vez que pensar em cozinhar(...)Não! O sonho comanda a vida, e eu continuo a acreditar nos meus dotes Chakallinos )

ps: Rafix era uma antiga mistura de consistência característica para cães do género paté composto por tudooquehouvermaisalgumacoisa.com

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Tesourinhos deprimentes by SIC e comentários ainda MAIS preocupantes by myself

Logo hoje que pensei dar folga ao meu ralo de evasão mental, vulgo BLOG (sim, porque o piqueno é ainda uma criança e não havia necessidade de o sobrecarregar com tamanhas e tão frequentes avalanches de cenas variadas como tenho vindo a fazer nos ultimos tempos, o que chega mesmo a ir contra as regras de bem-estar dos bichinhos... ) MAS...Bora lá:

Estava eu exercendo o melhoramento das minhas actividades de stalking no Facebook quando subitamente, o grilo falante inquilino esporádico da minha massa encefálica me chama a atenção para mais um inefável ensinamento da transmissão televisiva portuguesa em horário nobre ....:

"(...)Patati, pátátá...a alface é rica em hidratos de carbono...(...)"  .....WHAT????? Asério?! Hmmm...vacilo...Não sei não...mas enfim, estando tão empenhada em outro tipo de perda de tempo, como estava, não aprofundei mentalmente a questão...DURANTE 2,7MINUTOS, depois claro não resisti:


Enquanto uns dizem que África, para além de pertencer à América do Sul também fica a Norte de Portugal, e que o cabelo como cresce "para fora" também deve crescer para dentro, outros acreditam que a alface é um alimento muito rico em hidratos de carbono....
Enfim, só para que conste, a alface é rica em NUTRIENTES tais como Vit A, C e Niacina. A alface também é composta por SAIS MINERAIS: cálcio, fósforo e ferro, e muitaaa água! Quanto á África e ao cabelo....vai ficar para uma próxima vez ;P




segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Carneiros, papões e afins...

Por aqui a palavra de ordem é insónias...adoram-me, perseguem-me, ENERVAM-ME! Cada vez que retorno a casa de uma das minhas... extenuantes fugas á própria da civilização "as we know it" é isto que sucede!

Dois, três dias fora são o suficiente para me deixar totalmente KO e começar a praticar aquilo que, o pequenino chama "horários de gente séria". Enquanto por lá ando, todos os dias (excepto domingos que claro, é dia Santo:) ) levanto-me ás 7h e pouco, e mal batem as 22h, como por magia (ou talvez cansaço, não sei bem), o sistema faz um shut down instantâneo e de difícil retorno.

Mas Lisboa tem um "je ne sais quoi"... que para mim funciona mais ou menos como funciona a cafeína para a maior parte das pessoas...(habitualmente esta última contra mim nada pode, não surtindo qualquer tipo de efeito, encaro o fenómeno mais ou menos como aquele que se passa com Óbelix que caiu dentro do caldeirão da poção mágica em criança, eu não caí dentro de nenhum caldeirão de Nespresso, tanto quanto sei, mas acho que o facto de ser filha do meu pai pode ter ligeira influência.

Mal entro em casa, vai-se o sono! É QUE NÃO CONSIGO MESMO DORMIR A HORAS SÉRIAS!!!! E não há carneiros que resistam aos bichos papões que invadem a minha cabeça mal penso em dormir, os sacaninhas devoram os coitados dos carneiros a tope! ....o que por si se torna um problema porque acaba por me fazer levantar-me para ir assaltar a cozinha, uma vez que fico cheia de fome por sugestão.
Até já tenho montado todo um ritual para combater o terrorismo noctívago...não bebo coca-cola ao jantar (1 week sober...), ver filmes só românticos bem tranquilos ou, como alguém os definiria: pouco ou nada interessantes. Se à luz baixa ou mesmo apagada...melhor...em momentos de desespero até já leio poesia.. E mesmo assim nada... (brincadeirinha... já lia e é fofinha, não me dá sono :))

Hoje numa derradeira tentativa de, com artilharia pesada, entrar a matar as malditas bichas terroristas, escolhi ver um clássico daqueles que pôs muito boa gente a dormir por essas salas de cinema fora...HARRY POTTER!!! (e de luz apagada só para garantir...)
Resultado? Uma bela dor de cabeça! 
Possivelmente, quando e SE conseguir dormir vou sonhar toda a noite com "khamé hamés", pirotécnia de má qualidade e coisas inertes a mexerem-se...

Para piorar até os Macs (alegados melhores amigos, sempre companheiros nos piores momentos) dormem como se o mundo fosse acabar a ressonar! 


Dito isto, confirma-se, vou mesmo avançar para o leite morno com mel e canela acompanhado por flautas de Pan e talvez uma enciclopédia numa língua complexa....finlandês ou por aí.

domingo, 13 de novembro de 2011

Golegã, cavalos, abafados, castanhas e.... S.Martinho?!

Como todos os anos por esta altura, na passada quinta-feira dia 3 empacotei nas habituais mil caixas, caixinhas e caixotes todo o estojo que acreditava ser o mínimo indispensável para mais uma clássica semaninha na Feira da Golegã, esse clássico do roteiro festivo tradicional Português.


De caminho, uma pitstop em Coimbra para ver o pequenino, sempre com a escolta habitual dos 2 Macs mais velhos e aquele menir a que eu chamo de PC transportável, que antes de ser ultrapassado pelos actuais modelos do tamanho de pequenos livritos,  já foi em tempos longínquos, denominado portátil (internet e filmes à escolha são elementos essenciais ao combate da estupidificação num comboio!).



Passadas 24h já me encontrava na mítica vila da Golegã para mais uma FNC (e esta não vou dar de graça, encontra-se aberto o desafio, a valer um abafado!). Mesmo com todas as previsões meteorológicas a apontar o contrário, o tempo aguentou-se e felizmente pouco choveu, o Verão de S.Martinho veio mesmo a calhar. 


De entre os milhares de pessoas (este ano talvez menos, por causa "daquela coisa da crise"), as caras são quase sempre as mesmas (ainda que mesmo que assim não fosse, não mudasse lá grande coisa), e fora uma ou outra ausência de alguém que não pôde estar por finalmente ter ganho juízo e ter ido gastar o seu dinheiro para outro lado...mal ou bem, encontramo-nos lá todos, ano após ano!


É de salientar a crescente importância dos factores "noite e copos" em detrimento daquele que, supostamente, é o elemento principal, o Cavalo... mas isso também já sabíamos antes de ir.
Extensas pseudo romarias de maltinha oriunda de buracos vários que chega sedenta de festa e alcóol barato...Porque nós não gostamos nada disso... ;)




ps: São Martinho é primeiro dos santos não mártires, o primeiro confessor, que subiu aos altares do Ocidente, santo patrono de, entre muitos outros grupos, dos cavaleiros. Era soldado romano e foi protagonista do episódio lendário em que durante uma tempestade de neve partilhou a sua capa de soldado com um mendigo com quem se cruzou durante a sua viagem.
O dia de S.Martinho festeja-se no dia 11 de Novembro....só naquela da malta perceber ao que vai!



terça-feira, 1 de novembro de 2011

Tricks or Treats?!

Pin-up!!! É isso mesmo...este ano vou ser pin-up (said no one ever!Mas quem é que inventa as tendências carnavalescas?!)
Tradicionalmente a maior parte dos disfarces até nem têm muito a ver com a festividade em si....Halloween...Dia das bruxas....Vá, talvez uma bruxa- pin-up se torne em algo assim mais sexy.
Se der para combinar com a onda cantoras de jazz dos anos 30-40, que ficou colada desde que, na passada semana, enveredei numa maratona cinematográfica de musicais: Moulin Rouge, Burlesque, Nine, Chicago... (podia ter sido pior, ou menos mau, mas foi o que foi).
Trapitos fantásticos...saltos altos gigantes....maquilhagens exageradas....penteados impossíveis, e..... PURPURINAS!   GLITTER!!! BRILHANTES!!!  Comprado!


Planos furados...este devaneio artístico-carnavalesco durou apenas alguma horas, pois haviam outros planos prontos a atravessarem-se no meu caminho, esta noite de 31 de Outubro..... 
Planos esses que, embora não tão sparkling 'nd shinning  prometiam ser tão ou mais surreais...


Do nada, um inesperado e pseudo-mediático evento festivo, com direito a cocktail, jantar e espectáculo, destinado a promover uma nobre causa solidária... mas com pompa e circunstância... claro!
Ok, bora! - Respondo eu, muito á nora da verdadeira "noite de bruxas" em que ía meter.
Outfit chic-formal...cabelo aceitável embora não ideal (cabelo perfeito, essa utopia!)....maquilhagem a mi manera e adereços QB (as in: não dá para pendurar mais nada).
Por estas alturas ainda estava longe de imaginar a importância que, algumas horas depois, daria á Ladie's rule nº29 (porque deve existir uma) e mais especificamente á escolha que fiz relativamente aos sapatos seleccionados.....(É incrível como, para nós miúdas, um simples par de sapatos pode ter tanta influência ... ) 


Numa tentativa de expor a coisa assim softly speaking: não me tinha ocorrido a possibilidade de ter de atravessar o Município a pé nem de encontrar pontuais elementos pertencentes à espécie humana e ocupantes totalmente acidentais do meu ecossistema de neuras, com quem me cruzei... Impressionante como a simples partilha do planeta terra com tais seres parece demais. 
A energia pró - festiva e a descontracção de véspera de feriado deram lugar ao típico: "han? como é que aterrei neste filme?!Guião erradoooo!Horror movie!!!" 
Yep, no treats... you' ve been tricked!


Bom Halloween...



                       

domingo, 30 de outubro de 2011

"Bouquet of sharpened pencils"

Impossível não recordar esta expressão do filme "You've got mail" com Tom Hanks e Meg Ryan.
Adoro, acho que elogia na perfeição esta estação tão injustiçada - pelo menos por mim.
Talvez não por si só vá, mas em conjunto com outras imagens que, em simultâneo me assaltam o imaginário quando penso no Outono : botinhas Uggs e pantufas fofinhas, cachecóis luvas e gorros felpudos, passear o cão num parque cheio de folhas estaladiças caídas no chão, capuccinos com desenhos de espuma ou chocolate quente com mini marshmallows em grandes canecas; muffins de mirtilos, tardes chuvosas de cinema em casa e claro....as mochilas, os cadernos e os lápis novinhos em folha...just like the movie!
Destes últimos nunca fui muito fã... e para dizer a verdade acho que até sentia um certo ódio a esta combinação de imagens e sua óbvia associação subjacente...
Talvez essa a verdadeira razão de ter injustiçado durante quase toda a vida o Outono...
 Para mim, assim como para tantas outras crianças de certeza, o outono acabava por ser sinónimo de ESCOLA.....não que odiasse totalmente a escola, mas infelizmente acho que nunca consegui deixar de sentir que, mais de metade do tempo que lá passava era uma enorme perda de tempo, achava que bem sintetizadas as matérias e bem dadas as aulas tudo se podia resumir apenas ás manhãs, para que as tardes fossem dedicadas ás actividades que cada um mais gostasse.... fossem elas desportivas, recreativas ou só "o que nos passasse pela cabeça". 
Ainda hoje sou da opinião que haveria muito menos incerteza no momento de escolher a área de estudo superior se fosse permitido ás crianças e jovens ter mais tempo/liberdade para descobrirem o que realmente gostam de fazer.
Mas ...voltando ao bouquet de lápis afiados da Meg Ryan, desde que recentemente me livrei desse estigma assustador que foi o regresso aos dias de aulas intermináveis com horários inflexíveis, passei a conseguir admirar melhor a beleza do Outono, e mesmo a sentir algum prazer quando me assaltam estas imagens de Outonais.


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Uma noite especial

"Tudo acontece exactamente no momento em que tem de acontecer"... seria absolutamente impossivel encontrar uma máxima que descrevesse melhor este momento, em que estreio o meu blog.
Blog ao qual "gulosamente" pus o nome de "Le Vin et Chocolat" inspirada por uma amiga, em tudo especial, com quem partilho o vicio deste distinto ritual, o de acompanhar vinho tinto com chocolate (se for picante melhor ainda). 
Deve existir uma mística especial nesta deliciosa combinação e mais ainda se lhe adicionar-mos um serão bem passado na companhia de quem nos faz bem...e menos bem, como o afamado "Pralines&Cream" da Haagen Daz.........delicioussssssssssss! 
E outras não tão pesadas para a consciência mas igualmente D-E-L-I-C-I-O-U-S-S-S-S-S, desta vez para o espírito .....GRANDES FILMES!


Filmes que invadem o consciente e se instalam no subconsciente por tempo indefinido. Filmes que estranhamente parecem ser eles próprios a escolher me quando ligo a caixa mágica e assumo a práctica do zapping.... 

Como o filme que me "agarrou" esta noite, por exemplo... 
Fantástico! O yummi Russell Crowe, a magnifique Marion Cotillard. 
A acção passa-se em Londres e em Provénce, e basicamente anda à volta de .....Le Vin! Exactoooo :)

...Mas vá, não é só sobre vinho...in a nutshell o filme é sobre a mudança na vida workaholic londrina de um corrector de bolsa, que, ao herdar com a morte do tio, a herdade La Siroque e respectiva vinha , redescobre memórias de uma infância feliz passada num lugar singular, e claro ... como não podia deixar de ser....reencontra uma antiga amiga!
Enfim "barriga cheia"! Então para quem aprecia uma boa mezcla de comédia light com a devida profundidade dum romance à antiga, recomendo!  
 * Trailer "A good year" <3